Atendimento de segunda a sexta, das 8h às 20h e sábado das 8h às 12h


  Contato : Telefone: (21) 3411-1001 | Whatsapp: (21) 98552-2020

Reabilitação oral: por que vale a pena fazer?

Ter dentes bonitos e um sorriso de capa de revista é a meta de muitos brasileiros, melhorando a autoestima e até mesmo abrindo portas no mercado de trabalho.

Mas, além da estética, é importante também pensar na saúde da sua boca. Para manter os dois em harmonia, muitos pacientes recorrem à reabilitação oral.

Quer saber mais? Continue a leitura.

A reabilitação oral

É uma especialidade da odontologia que conta com o trabalho de vários profissionais capazes de realizar todos os procedimentos necessários para reabilitar a estética e a saúde dentária do paciente.

Para isso, cada caso é analisado em equipe, já que muitas situações podem ser problemáticas e exigir a participação de dentistas especializados em áreas distintas, como implantodontia, periodontia, estética e outros.

Algumas vezes, a reabilitação oral pode necessitar de uma gama de exames, como radiografias, modelos de estudo e até tomografia computadorizada, para que os profissionais consigam ter um diagnóstico preciso e, assim, planejar um plano de tratamento individualizado.

O cuidado da saúde bucal

A reabilitação oral proporciona uma inspeção geral na saúde da sua boca, identificando e tratando inúmeras condições, como problemas de canal, cárie, periodontite, gengivite e outras. Quando não tratadas, elas podem evoluir para quadros mais graves, levando inclusive à perda de um ou mais dentes.

Além disso, pela reabilitação oral o dentista poderá analisar como está a sua higiene e orientar para uma escovação adequada, impedindo que novos problemas aconteçam.

má higiene pode ocasionar outros problemas de saúde que não envolvem apenas a boca, como endocardite bacteriana, bronquite, pneumonia, infarto e outros, já que as bactérias presentes na boca podem migrar através da corrente sanguínea e afetar outros órgãos.

Nunca é tarde para ter o sorriso que sempre quis

 

A solução para a falta de dentes

Muitas pessoas acabam se esquecendo de que a falta de um ou mais dentes pode acarretar questões mais sérias que a vergonha de sorrir. A função mastigatória é uma das principais afetadas, levando os dentes próximos a um desgaste maior na tentativa de compensar o que está faltando.

Além disso, muitos pacientes acabam modificando a sua dieta em função da falta de dentes, dando preferência a alimentos mais triturados, o que, em longo prazo, pode levar a deficiências nutricionais e até dificuldades digestivas.

Se o espaço sem dente fica muito tempo sem tratamento, é possível que o osso de suporte sofra uma retração, o que dificulta a colocação de uma prótese ou implante.

Por isso, cuidar dessa situação o quanto antes é o mais indicado, ajudando você a recuperar sua autoestima e a não comprometer funções importantes como a mastigação, a fala e até mesmo o equilíbrio dos músculos da face.

O cuidado do seu sorriso

Além de todos os problemas citados, a reabilitação oral também analisa o posicionamento dos seus dentes, visando manter a correta oclusão dentária.

Se você possui dentes tortos ou se a arcada superior e a inferior não se encaixam adequadamente, é possível que desenvolva problemas de mastigação.

Em geral, esses casos são corrigidos com o uso de aparelho ortodôntico, mas também pode ser que a má oclusão esteja relacionada à retração ou à projeção da mandíbula. Então, pode ser necessária uma cirurgia maxilofacial.

O tratamento completo da sua boca

A saúde bucal envolve muito mais do que apenas os dentes. Ela é composta também pela gengiva e os ossos — e todas essas estruturas precisam estar funcionando adequadamente para que consigamos falar, mastigar e ter uma vida saudável.

Quando alguma doença ou trauma acaba danificando essas estruturas, é possível que esse equilíbrio seja rompido, levando a dificuldades que interferem na qualidade de vida do paciente.

A falta de um dente molar causada, por exemplo, por uma doença periodontal não tratada pode fazer com que os dentes vizinhos se movimentem.

Isso leva a uma alteração no posicionamento da arcada, o que faz com que o paciente passe a mastigar do lado oposto do dente perdido, sobrecarregando a dentição e a musculatura. Por isso, uma análise e um tratamento completos são tão importantes.

Gostou de saber sobre a reabilitação oral? Então compartilhe este conteúdo em suas redes sociais!

Dr. Fernando Luiz S. Silva –  CRO-RJ – 23.204

Deixe uma resposta