Atendimento de segunda a sexta, das 8h às 20h e sábado das 8h às 12h


  Contato : Telefone: (21) 3411-1001 | Whatsapp: (21) 98552-2020

Mini-implantes dentários

Você já deve conhecer os tratamentos odontológicos com implantes dentários, que normalmente são indicados para pessoas que necessitam repor dentes que já foram perdidos há algum tempo. Os implantes costumam ser uma alternativa para a reposição dental em pessoas mais velhas, cuja arcada dentária geralmente possui falhas ou a falta de alguns dentes. Todavia, eles também podem servir para tratamentos em pacientes de praticamente qualquer idade (saiba mais sobre isso), considerando, principalmente, o resultado da avaliação feita pelo ortodontista.

Mas uma outra tecnologia vem invadindo os consultórios odontológicos recentemente. Conhecida como os mini-implantes, ela tem sido uma alternativa cada vez mais em alta para pacientes que necessitam melhorar a saúde bucal e a aparência do sorriso, sem a necessidade de realizar procedimentos como cirurgias invasivas.

 

Mas, afinal, o que são os mini-implantes?

Os mini-implantes são peças de tratamento e correção ortodôntica que visam melhorar e suavizar a prática da implantodontia. São acessórios feitos de titânio, com um diâmetro reduzido (de 1,2 a 2 milímetros) em comparação com os implantes tradicionais, que ficam em torno de 3 a 4 milímetros. Além disso, possuem uma esfera com alta retenção, que possibilita uma maior fixação da dentadura, por exemplo, principalmente, na parte inferior.

 

Como eles funcionam?

Os mini-implantes geralmente são instalados entre os ossos, na parte da maxila ou mandíbula. Eles oferecem um tipo de ancoragem, possibilitando que o ortodontista realize o uso de forças mais intensas no processo para uma correção de nivelamento ortodôntico. A força é acionada sobre o mini-implante, ou sobre algum outro dente fixado diretamente a ele, fazendo com que o tratamento se torne mais rápido.

 

O que diferencia o implante tradicional do mini-implante?

Além do formato e tamanho, eles possuem algumas diferenças bem importantes. Os implantes tradicionais normalmente realizam o papel de substituir os dentes perdidos, ou seja, possuem a função de suprir a raiz de um dente, originando um suporte para que seja instalada a prótese dentária fixa posteriormente, por exemplo.

Já os mini-implantes agem como um acessório corrigindo a arcada dentária e proporcionando uma movimentação adequada e seletiva dos dentes, oferecendo a possibilidade de um tipo de ancoragem ortodôntica temporária. Os mini-implantes apenas atuam em um local determinado e são bem resistentes às forças de procedimentos ortodônticos ou cargas imediatas.

 

Como é realizada a inserção do mini-implante?

O processo geralmente acontece da seguinte maneira: com a ajuda de alguns equipamentos de diagnóstico por imagem, o ortodontista realiza a marcação do pontos que irão receber os mini-implantes. Após isso, o profissional utiliza uma broca do tipo piloto para gerar um pequeno orifício na parte da gengiva e, em seguida, os aperta para que fiquem bem fixados.

Este seria um tipo procedimento habitual para a aplicação de um mini-implante para a estabilização de uma dentadura, por exemplo, quando normalmente são posicionadas quatro peças na parte da mandíbula inferior. O processo é bem menos invasivo em comparação com o implante tradicional e não necessita de cortes ou cirurgias de alto risco. Além disso, a recuperação é mais rápida.

 

Quais são as vantagens do mini-implante?

Os mini-implantes possuem muitas vantagens que podemos destacar para vocês. Algumas delas são:

  • Procedimento bem menos invasivo;
  • Recuperação mais rápida;
  • As mudanças já podem ser sentidas em 1 dia;
  • Possui um tratamento e um resultado mais ágil;
  • Não oferece riscos aos demais dentes;
  • Possibilita uma menor pressão sobre as raízes;
  • Mais praticidade na hora da higienização;
  • Oferece um custo de tratamento menor;
  • Dispensa o uso de enxertos ósseos;
  • Diminui a quantidade de resíduos descartados no meio ambiente.

 

Colocar mini-implante dói?

Como o procedimento é feito através de anestesia local, os pacientes não costumam sentir qualquer dor. Após feita a anestesia, o dentista realiza a perfuração da cortical externa para a inserção do mini-implante e pronto. Depois de todos os ajustes, a cirurgia já está feita. Sem grandes cortes ou sangramentos.  

Implantes Dentários

Saiba tudo sobre implantes dentários

 

Quanto custa um mini-implante dentário?

Normalmente, o preço de um implante comum pode ficar longe do orçamento de muita gente (saiba quanto custa um implante tradicional), por isso a técnica dos mini-implantes em alguns casos costuma ser também bastante inclusiva financeiramente. Devido o processo de inserção ser menos complexo, sem a necessidade de cirurgias invasivas, sem enxertos ósseos e com muito menos riscos, o preço se torna bem menor em comparação com o implante tradicional. Mas, antes de tudo, você deve verificar todas as condições para o tratamento com o seu dentista.   

 

Todo mundo pode colocar o mini-implante?

Os mini-implantes abriram espaço para que mais pessoas pudessem realizar tratamentos de implantodontia, porém ainda existem algumas restrições que precisam ser seguidas. Por exemplo, pacientes que possuam distúrbios de metabolismo como diabetes, disfunções ósseas na região da boca, ou distúrbios hematológicos são orientados a não realizarem o procedimento. Além disso, pessoas que não possuam qualquer espaço entre as raízes ou uma higiene inadequada devem evitar. E ainda temos as mulheres grávidas, que devem esperar o fim da gestação para realizarem o tratamento.  

 

Idosos também podem colocar?

Os idosos podem sim colocar o mini-implante, inclusive são os que mais costumam procurar pelo tratamento. No entanto, faz-se necessária uma atenção especial em certos casos como idosos que sofram de diabetes, difícil cicatrização, pressão alta, problemas de osteoporose ou de coração, entre outros. Por isso, uma avaliação completa durante a consulta é sempre necessária.

 

Como realizar a limpeza do mini-implante?

Para poder realizar a limpeza correta do seu mini-implante, não tem muito segredo. Além de realizar todos os cuidados e manutenções orientadas pelo seu dentista, você só precisará limpar a área com uma escova normal ou unitufo (região do implante) após as refeições, ou no mínimo 3 vezes por dia (conheça outras dicas sobre como limpar o seu implante). Mas é importante sempre lembrar de realizar a higiene, pois a duração e conservação do acessório pode ser afetada por uma falta de limpeza local, originando um acúmulo de placa ao redor e levando a inflamações e infecções posteriormente.

 

Faça uma avaliação!

Saiba mais sobre o tratamento ortodôntico com os mini-implantes. Entre em contato com a DentCare pelos telefones (21) 3411-1001, Whatsapp (21) 98552-2020, ou através do nosso site e marque uma avaliação com um de nossos profissionais. Estamos sempre preparados para restaurar a beleza do seu sorriso.

Deixe uma resposta