Atendimento de segunda a sexta, das 8h às 20h e sábado das 8h às 12h


  Contato : Telefone: (21) 3411-1001 | Whatsapp: (21) 98552-2020

Aparelho móvel: entenda tudo sobre eles com este guia completo

Quem pensa em iniciar um tratamento ortodôntico para a correção dos seus dentes, geralmente quer saber que tipo de aparelho deverá fazer uso: aparelhos fixos ou móveis? Essa é questão que fica na cabeça de muita gente.

As pessoas, inicialmente, podem dar uma certa preferência pela utilização do aparelho móvel, por parecer mais prático, e de fato é. Mas a indicação de um ou de outro irá depender exclusivamente do resultado de uma avaliação feita pelo seu ortodontista (leia o nosso post sobre os tipos de aparelhos ortodônticos).

Os aparelhos móveis são conhecidos por oferecerem um encaixe perfeito na boca do paciente, com a comodidade de poderem ser retirados a qualquer momento pelo mesmo. E, por causa disso, o resultado do tratamento irá depender quase que exclusivamente da participação do usuário e a utilização adequada do aparelho durante todo o processo, e isso inclui todas as manutenções necessárias.

Em geral, este tipo de aparelho ortodôntico possui a finalidade de realizar pequenos movimentos na boca do paciente, promovendo algumas alterações ósseas. E existe ainda uma diferença entre os aparelhos removíveis e os de contenção, apesar dos dois servirem para tratamentos de correção ortodôntica. No entanto, todas essas e outras questões serão respondidas neste post, o seu guia completo sobre aparelhos móveis.

Aparelho fixo e móvel: seu guia completo e gratuito aqui!

Qual a finalidade do aparelho móvel?

Podemos dizer que o aparelho móvel é utilizado para realizar algumas pequenas movimentações na arcada dentária do paciente, reorganizando funções como mastigação, deglutição, respiração, além da fala. Sua ação se dá precisamente no desenvolvimento ósseo da arcada dentária, por isso, normalmente, é indicado desde muito cedo, principalmente na infância.

E um dos mais procurados dentre os aparelhos móveis são os famosos alinhadores transparentes, tal como o Invisalign, muito usado para poder tratar problemas ortodônticos em diversos casos, e ainda oferece o benefício de não possuir bráquetes ou elásticos em sua estrutura, sendo completamente invisível.  Aqui reunimos algumas dicas importantes sobre aparelhos.

Veja tratamentos ortodônticos

 

Para quem o aparelho móvel é indicado?

O aparelho móvel normalmente é muito indicado para crianças e adolescentes, com idades entre 6 e 12 anos. E o motivo é simples. Pelo fato de eles estarem na fase de crescimento, e, consequentemente, com os dentes ainda em sua formação, a utilização de um aparelho removível pode ajudar na correção e alinhamento da arcada dentária, evitando que futuramente surjam problemas mais graves de oclusão, como mordida cruzada, apinhamento etc.

O uso do aparelho móvel, principalmente em crianças, pode ter a necessidade de um acompanhamento mais direto, pois, no início, pode gerar um certo desconforto e a criança passar a retirá-lo da boca.

É importante estar atento e fazer uso do aparelho durante todo o período indicado pelo ortodontista, dia e noite, incluindo os ajustes mensais para que o resultado final saia como o esperado. Para entender sobre esses e outro cuidados bucais na infância, entre na nossa página sobre odontopediatria.

 

Em que outra situação o aparelho móvel pode ser usado?

O aparelho móvel também é comumente indicado por dentistas para ser um complemento do tratamento com o aparelho fixo. Ou seja, nos momentos finais do tratamento com o aparelho fixo, você passa a substituí-lo pelo aparelho móvel de contenção, que irá realizar o alinhamento final dos seus dentes, contendo-os para a formação de uma arcada dentária completamente perfeita.

 

E afinal, o que são aparelhos móveis de contenção?

Lembra quando falamos sobre a diferença dos aparelhos removíveis e os de contenção? Pois bem, na verdade, podemos dizer que o aparelhos de contenção, como pontuamos no tópico acima, servem para conter os dentes após a retirada do aparelho fixo, ou seja, são usados para evitar que eles saiam do lugar.

Já o aparelho móvel serve para movimentar a dentição do paciente durante o tratamento. Duas funções opostas. No entanto, ambos podem ser usados como ferramentas para uma melhora ortodôntica em si. Mas a utilização de cada um somente pode ser orientada por um ortodontista qualificado.

 

Qual o tempo de utilização do aparelho de contenção?

Em relação a este assunto, afirmamos que cada caso primeiramente precisa ser acompanhado por um ortodontista. Mas considerando situações mais comuns, é normal que alguns profissionais peçam que o paciente utilize o aparelho de contenção por 24 horas ( por dia) no início, mais ou menos por seis meses.

Depois de um quadro mais estabilizado, o profissional pode pedir a alteração do tempo de uso apenas durante a noite (por cerca de 6 meses também), até que o tratamento esteja completamente finalizado. O período de um ano é normalmente considerado adequado para o uso do aparelho móvel de contenção.

 

Quais as consequências do uso inadequado ou o não uso do aparelho móvel de contenção?

O uso inadequado, ou não uso do aparelho de contenção após o tratamento com o aparelho fixo pode trazer alguns problemas para o paciente, fazendo com que ele perca o controle da função mastigatória e a estética do sorriso. E isso também pode chegar a incluir um desalinhos entre os dentes, abertura entre eles, além de problemas periodontais, retração da gengiva e consequentemente uma estética prejudicada. Por isso, sempre siga corretamente as orientações do seu dentista.

Veja tratamentos ortodônticos

 

Aparelho móveis ou fixos. Qual é o melhor?

Esta é uma pergunta que muita gente faz, mas que não podemos dar uma resposta pronta para ela. Primeiro, porque é preciso ter uma avaliação completa de cada caso, saber qual o comprometimento da sua má oclusão, entender também sobre o tipo de orçamento de cada paciente, para depois o ortodontista realizar a indicação do tipo de aparelho para o tratamento. Portanto, não deixe de realizar uma consulta!

 

O tratamento com o aparelho móvel dói?

O incômodo na utilização do aparelho móvel durante o tratamento é certamente muito menor em relação ao fixo, principalmente, quando falamos dos aparelhos metálicos. Já os fixos de safira e porcelana podem atuar de diferentes formas em algumas pessoas (confira nosso post sobre os aparelhos de safira e porcelana, e a sensação de incômodo pode variar.

Quanto aos aparelhos móveis, como a movimentação que o acessório faz nos dentes não chega a ser muito significativa, exceto nas manutenções de ajustes do aparelho, o incômodo costuma ser sentido mais por crianças, por terem uma sensibilidade maior, mas, ainda sim, é completamente suportável.  

Baixe um e-book sobre aparelhos transparentes

Como cuidar do seu aparelho móvel?

A praticidade de poder retirar o aparelho móvel a qualquer momento, principalmente, antes das refeições, fornece ao paciente o benefício de conseguir manter ele limpo por muito mais tempo. No entanto, é importante fazer uma limpeza diária adequada.

A manutenção do aparelho deve ser feita de maneira delicada, utilizando os mesmos produtos e acessórios de uma higiene bucal cotidiana, ou seja, uma escova e pasta de dentes, ou com água e sabão neutro (confira nosso post sobre a higiene dos aparelhos. Existe também a possibilidade de reforçar a limpeza colocando o aparelho em um copo com enxaguante bucal que possua alguma ação bactericida.

No momento de guardar o aparelho, sempre coloque-o dentro da caixa reservada para ele, que normalmente é fornecida pelo ortodontista junto com o acessório. Este cuidado irá ajudar na conservação do mesmo e o livrará de bactérias e afins.

Saiba mais dicas sobre aparelhos aqui!

E aí, gostou do nosso conteúdo? Então, compartilhe-o com seus amigos e faça parte da revolução do sorriso perfeito. Se quiser saber mais sobre aparelhos e tratamentos ortodônticos, entre em contato com a DentCare pelos telefones (21) 3411-1001, Whatsapp (21) 98552-2020, ou através do nosso site, clicando aqui.

Deixe uma resposta